quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Maminha ao Vinho à moda do Viena

                                             
                                           O restaurante Viena , localizado em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília contarão com um mix de 50 novas receitas. Com 42 anos atuando no mercado, eles reinventam o cardápio e mostram que estão atualizados com as "novidades" do mundo gastronômico.  Para divulgar essa novidade em parceria com o Chef Time , disponibilizou algumas de suas receitas especiais. Como a Maminha ao Vinho, Frango ao Molho de Laranja, Salada Niçoise, além de tortas de bacalhau e cogumelos. Você não tem idéia da facilidade dessa receita e do sabor dessa Maminha ao Vinho.  Adorei a união do Viena ao Chef Time, com certeza uma parceria de sucesso.
                                            O Chef Time tem a proposta hoje de ser um facilitador da vida moderna, proporciona a experiência de ser chef sem precisar sair de casa para comprar os ingredientes. Adoro!!!, a caixa já vem toda "porcionada" (alguns ingredientes já picados). Só precisa cuidar do preparo, que normalmente é muito rápido. Junto com os ingredientes, vem a receita com um passo a passo (fotografado), ou seja, vc vai ser o grande Chef. A grande sacada!!!, as porções são calculadas na medida (a receita abaixo são para duas pessoas) evitando desperdício. Moral da historia, quem não tem a mínima noção de preparar sua refeição e não quer algo congelado, agora tem... o Chef Time resolveu o seu problema para uma refeição "fresca" (Nunca foi tão fácil cozinhar). Legal para impressionar à todos. E... dessa união com a Viena, saiu essa receita Maravilhosa da Maminha ao Vinho que ficou Delicious.

Na caixa do Chef Time...

400 gr. de maminha
80 ml de vinho branco 
10 gr. de alho picado
40 gr. de cebola picada
2 gr. de salsa
5 gr. de manjericão
10 gr. de sal refinado
10 gr. de páprica
1 lata de tomate pelado
40 ml de azeite
450 gr. de batata

Modo de preparo: Pré-aqueça o forno a 180 graus, em seguida corte as batatas em longitudinal. Cozinhe as batatas até ficarem macias, escorra e reserve em um tabuleiro onde vc colocará um fio de azeite, 4 gr de sal e a páprica. Em uma frigideira sele a Maminha, use 4 gr. de sal e um fio de azeite, 3 minutos de cada lado. Transfira a carne para uma assadeira, coloque metade do vinho, cubra com alumínio. Leve ao forno por 25 minutos, aproveite para colocar a batata também. Escorra o tomate pelado, pique. Na frigideira que fritei a carne, coloquei mais azeite, e refoguei a cebola e alho até murchar. Coloque o líquido do tomate e deixe reduzir por 3 minutos, acrescente o tomate picado, as folhas de manjericão e ajuste o sal. Reserve. Quando retirar a carne do forno, coloque o restante do vinho, e sobre as carnes o molho. Volte ao forno por 5 minutos. E sua Maminha ao Vinho está pronta.
Não é fácil? Imagina com fotos, ensinando passo a passo... Assim são todas as receitas do Chef Time. Espero que tenha gostado. Beijos e até a próxima postagem.


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Arroz Jambalaya à minha moda


                                               Sabe quando vc tem vontade de preparar um prato que ao mesmo tempo coincide com a vontade de comer, risos, o prato tem nome... Jambalaya. Um prato típico da Louisiana, EUA. É uma mistura de sabores e temperos fascinante. E vc vai rir do porque da demora para preparar/fazer o prato, arroz nunca fotografa bem... riu?? Pois é... Se existe algo que não tem nada de fotogênico, tem um nome: - Arroz, risos... (vc acha que eu não penso na foto??? por isso, acredite em mim, esse prato é muito mais que uma foto). Fiz uma "adaptação" na receita, se vc procurar em sites americanos, vai verificar uma "modificação básica" na receita abaixo. Ok!!! Vc deve estar se perguntando por que eu modifiquei a receita... Eu te explico, uma das coisas que aprendi nas minhas viagens aos EUA, mesmo quando vc pede para tirar a pimenta... é HOT!!!, imagina se colocar ao pé dá letra a quantidade de pimenta... eu não acho, eu garanto que vai ficar HOT HOT HOT (muito apimentado). Embora nessas minhas excursões gastronômicas, estou apreciando um pouco mais apimentado, dentro dos limites aceitáveis, risos. Acredito que muita pimenta vc perde o paladar e o sabor, que são fundamentais. 
                                           O que diferencia e torna mais legal nesse prato? É essa mistura do camarão com a calabresa. Vc também pode acrescentar frango ao preparo. Através das minhas pesquisas, descobri que a palavra Jambalaya vem da junção de uma palavra francesa com uma africana, e nasceu no French Quarter na Lousiana. É um prato que tenta ser diferente do Espanhol "a Paella", e possui toda uma tradição. Jambalaya é um prato de uma panela - a maioria dos cozinheiros preferem cozinhar em panelas de ferro fundido.
                                              Há uma regra na culinária jambalaya. Depois que o arroz foi adicionado, jambalaya nunca deve ser agitado. Em vez disso, ele deve ser girado, pois isso evita que os grãos de arroz se separem. A maioria dos cozinheiros giram o jambalaya apenas duas ou três vezes após o arroz ser adicionado, com certeza aproveitar do fundo do pote para misturar o arroz uniformemente com outros ingredientes.  Jambalaya é um dos pratos favoritos nas feiras da igreja, comícios políticos, casamentos, reuniões familiares e qualquer outro caso com uma desculpa para servir comida.
                                              Em Gonzales, Louisiana, o Festival de Jambalaya e campeão mundial de Jambalaya é realizado anualmente. Este evento atrai participantes que passaram anos aperfeiçoando a arte de cozinhar e temperar este maravilhoso cozido. 
                                               Agora vamos ao que interessa, já escrevi muito Jambalaya, risos...

Ingredientes:

1 pacote de camarão cozido e descascado (400gr)
2 linguiças calabresas
3 colheres de sopa de azeite
1 cebola grande...
3 dentes de alho
1 pimentão vermelho
1 pimentão amarelo
1 lata de tomates pelados
2 xícaras de arroz
4 xícaras de água
Sal à gosto
1 colher de chá rasa de tempero cajun
1/4 de colher de chá de Pimenta cayena
1 Pimenta Jalapeño
100 ml de vinho branco
Tempero verde

Frite a calabresa no azeite, acrescente a cebola e alho. Quando branquear acrescente o arroz e deixe dar uma dourada, coloque o vinho e deixe evaporar. Acrescente o tomate da lata com o caldo e os pimentões já cortados. Acrescente a água já fervendo e o restante dos temperos. Deixe cozinhar com a panela destampada. Quando o arroz estiver seco acrescente os camarões e o tempero verde já picado. Ficou sensacional. Fritei mandiopã para ter uma diversão extra. Se vc quiser mais apimentado vá colocando aos poucos. No blog vou postar a receita com as dicas e substituições.
Dicas1 estou usando os camarões da Dellmare , por sua praticidade e qualidade. Fiquei muito, mas muito feliz mesmo com o resultado. E quando falo isso penso no sabor.
Dica 2 o pimentão é legal tirar a pele, boca do fogo ou maçarico para queimar, depois é só descascar.
Dica 3 coloque essas quantidades de pimenta, acredite, a Cayena é muito forte.
Beijos e até aproxima postagem.





segunda-feira, 7 de agosto de 2017

CHEZ VOUZ culinária Belga em São Paulo

                                             
                                              Encantamento é o sentimento que define o CHEZ VOUS, restaurante belga localizado em Moema (zona sul de São Paulo). A própria tradução CHEZ VOUS ("casa" em português) define a sua existência. Casa aconchegante, lembra muito os restaurantes da Europa (Percebi que nunca fiz um post das minhas "andanças" pela França, mas posso garantir que o Chez Vous vai te dar um "dejavu" dos restaurantes europeus). Varias lembranças estão surgindo... massss... hoje estou aqui para falar do CHEZ VOUS, um pouco da Bélgica aqui em São Paulo.  Com certeza uma das gratas surpresas desse ano.
                                                Seu proprietário, que é Belga, está sempre pelos salões brindando os clientes com uma verdadeira aula de cervejas. Extremamente simpático, divide o conhecimento sobre as cervejas (belgas) que são quase unânimes em tradição e qualidade. E como dia 4 de Agosto foi celebrado no mundo o dia universal da Cerveja, ele criou um cardápio exclusivo para esse mês, com harmonizações especiais. São 6 pratos harmonizados com cervejas belgas com um preço promocional. 

                                               
                                          Para começar, a entrada (foto acima). Boulettes sauce liégeoise (Almôndegas belgas em molho de cerveja preta e geleia de pera e maçã, fritas belgas e maionese caseira) acompanhada da cerveja Orval.  Todas as cervejas são servidas em taças próprias para a experiência ser perfeita/completa. O que eu posso escrever a respeito??? "OMG"!!! Lembra que eu disse que o restaurante foi uma feliz "surpresa"... então, eu adoro almôndegas, e a combinação do molho de cerveja com a geléia foi um surpresa "Delicious"...


                                                  Como explicou o proprietário, a última moda na Bélgica é o Steak Tartare selado, sendo assim... Steak tartare poëlé (Steak tartare selado com lascas de brie, fritas belgas e salada), acompanhado de uma Straffe Hendrik Tripel. Gosto de Steak Tartare, mas esse me foi apresentado e terminei pensando, o prazer foi todo meu, rsrsrs. (não pelo fato de ser selado, mas por sabores, temperos). Uma das "versões" de Steak Tartare dos mais saborosos que provei. 

                                                   
                                             Vou te contar um detalhe da minha pessoa, desde pequena eu aprendi a "saborear" um bom ensopado e fiquei curiosa quando eu li que tem no cardápio um prato que eu começo varias versões (bons e ruins). Então, Carbonnades à la Flamande (Ensopado de carne na cerveja belga com cenouras e batata bolinha), harmonizado com cerveja Rochefort 8. Lembrou muito um Bouef Bourguignon, só que o francês é feito no vinho. E??? O que eu achei??? Passou no meu teste de qualidade de um "bom" ensopado (sabores maravilhosos que indica/mostra que o seu preparo foi feito de maneira correta para um ensopado). O tipo de Confort Food que vc precisa provar.

                                        
                                           Um delicado Pernil de Javali, sim... "delicado"!!!. Quando se fala em carne de caça vc pensa em carnes com sabores mais fortes, mas fiquei realmente impressionada com a delicadeza desse prato. Cuissot de Sanglier à la Kriek (Pernil de Javali em molho de cerveja Kriek, peras em calda, purê com lascas de amêndoas ), harmonizado com Straffe Hendrik Quadrupel. Delicious!!!...



                                     Claro que teve Waffle, afinal eles são Belgas.  Waffle de Bruxelas (Tradicional waffle belga com calda de chocolate meio amargo e chantilly), harmonizado com a, Straffe Hendrik Quadrupel. Uma cerveja com notas de castanhas que "acendem" com o chocolate meio amargo. Perfeito a harmonia de todos...


                                               E o grande final... uma deliciosa torta de chocolate. Torta de chocolate belga, harmonizada com Floris Kriek. Puro chocolate Belga, derretendo como uma mousse em harmonia com um cerveja especial de cerejas, quando vc sente o aroma de cereja, vc saliva, de tão intensa, de tão saborosa (quem já provou uma Floris Kriek, vai entender, risos). 


                                        E assim, terminou minha excursão por essa petit Maison Belga em Moema. Sabe aquele sentimento gostoso, de terminar um jantar maravilhoso e a vontade de voltar para provar os outros pratos do cardápio. Estou apaixonada!!! Quem mora nas proximidades e mesmo vc que mora longe, vale  pena conhecer o CHEZ VOUS. Lugar encantador... comida maravilhosa... atendimento impecável. Com certeza vai ser uma experiência imperdível/inesquecível. Beijos e até a próxima postagem.