sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Primeiro Encontro Nestle Professional



                  
               
               Com o objetivo de fomentar a inclusão de jovens cozinheiros entre 18 e 26 anos no mercado de trabalho, a Nestlé Professional realizou o 1o Encontro  Jovem Aprendiz da Cozinha do Brasil, extensão  do Young Culinary Talents (YOUCUTA), projeto presente em diversos países da América Latina, desenvolvido para capacitar estudantes com recursos limitados, oferecendo treinamentos que incluem desde a orientação para que conquistem o primeiro emprego até a troca de experiências com renomados chefs de cozinha. Foi uma honra participar e apoiar um projeto de inclusão social, e ver que temos empresas como a Nestlé que incentivam nossos jovens.

Criado pela Nestlé Professional, o programaa cada ediçãorevela talentos da culinária nacional e reforça o compromisso da Nestlé de apoiar talentos das novas gerações, em diversas áreas de atuação, na transição entre a fase de estudos para o primeiro emprego, adaptando às necessidades de cada país ou região.

Jovem Aprendiz da Cozinha do Brasil integra no Brasil a plataforma Nutrindo os Sonhos dos Jovens, que por sua vez é parte do projeto global Nestlé Global Youth Initiative, lançado em 2013 na Europa para contribuir com o combate ao desemprego e a capacitação entre os jovens.

“A capacitação e o treinamento são grandes ferramentas para inclusão dos jovens na vida profissional. Além disso, o programa oferece dicas e técnicas sobre nutrição, que permitem, no longo prazo, contribuir para a melhora da qualidade de vida e um futuro mais saudável não só dos jovens, como das pessoas com as quais eles se relacionam”, afirma Marcelo Citrângulo, diretor da Nestlé Professional no Brasil.

Nesta edição, fez parte das novidades a presença de 178 jovens, participantes de edições anteriores (2015, 2016 e 2017) e de chefs convidados, como Flávio Frederico, reconhecido como um dos melhores confeiteiros do Brasil, o premiado chef francês Laurent Suaudeau, criador do Instituto Laurent e atualmente consultor na cozinha do restaurante KAA, que interagiu com os alunos e transmitiu as melhores dicas técnicas e práticas para quem quer liderar uma cozinha ou ingressar pela primeira vez no universo desafiador e dinâmico da culinária, entre outros convidado como Ravi Leite, ex-participante do programa MasterChefBrasil, Renato Carione, chef do restaurante Così Giovanna Schiller, do Palácio Tangará e da chef Giovanna Grossi, 1a brasileira a disputar a final  Bocuse D´or, maior concurso gastronômico do mundo.

Sobre a Nestlé Professional – Criada para atender ao mercado de alimentação fora do lar, Nestlé Professional possui consistente experiência culinária e a maior rede de Pesquisas & Desenvolvimento da indústria de alimentos e bebidas do mundo. No Brasil, atua desde 1976. A área tem como objetivo entregar soluções culinárias de qualidade que gerem padronização e mais eficiência na cozinha, além de se posicionar como parceira comercial e gastronômica de restaurantes, rotisseries, padarias, lojas de conveniência, além de pontos localizados em hospitais e empresas.

Sobre o Programa Nestlé Nutrindo os sonhos dos jovens - O Nutrindo os Sonhos dos Jovens é parte do Nestlé Global Youth Initiative, que nasceu com o sucesso do Nestlé Needs Youth, desenvolvido em 2013 para contribuir com o combate ao desemprego entre os jovens na Europa. Na época, cerca de 11 mil jovens encontraram emprego e oportunidades de treinamento dentro do programa. A partir daí, outros países vêm recebendo a iniciativa, em formatos específicos para cada realidade. O programa tem metas estabelecidas ainda em relação à contratação de jovens, criação de novas vagas e estímulo a empresas parceiras para a adesão ao programa e multiplicação das atividades. Entre as principais metas do programa estão: Contratação de 7 mil pessoas com idades abaixo de 30 anos até 2017; Alcance de mais de 3 mil jovens aprendizes com as melhorias nos programas de capacitação e a geração de 2,8 mil novas vagas dentro da companhia dentro dos principais programas, como Jovem Aprendiz, Programa de Estágio e de Trainee. Para o programa da Amazônia, a Nestlé espera como resultado que os jovens acelerados decidam empreender em seus negócios.

Sobre YOCUTA - O YOCUTA é uma iniciativa de Nestlé Professional para toda a América Latina e está presente em países como Colômbia, Chile, Peru, México, Equador, Panamá, Venezuela, Argentina e República Dominicana. Somente no ano de 2015, mais de 400 alunos foram capacitados em mais de 13 países e 15 escolas participantes. O programa oferece aos jovens talentos culinários, principalmente jovens com recursos limitados, a melhorar as suas perspectivas de encontrar o primeiro emprego. O programa está alinhado ao conceito de Criação de Valor Compartilhado, que norteia a atuação da Nestlé nos países onde está presente

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

O Melhor bolo de chocolate!!!!!!



                        Hoje o post é pensando que você vai fazer a sobremesa de fim de ano. O melhor bolo de chocolate.  Primeira dica para um bolo retinho, ele tem que ser amanteigado, você não corre o risco de criar barrigas. Segunda dica, ele vai precisar gelar antes de passar qualquer creme em volta. Essa receita foi uma adaptação de um bolo de baunilha. Apesar da confeitaria ser uma ciência exata, adoro me arriscar. Foi assim que cheguei nesse resultado. Se você tem uma receita que gosta, tente. Outra coisa que acho importante, isso no preparo de qualquer coisa, a qualidade dos ingredientes, com certeza faz diferença no seu resultado.

Bolo
. 2 xícaras de açúcar
. 100 gr de manteiga (ponto de pomada)...
. 4 ovos
. 2 colheres de chá de fermento
. 1/2 xícara de chá de cacau (usei Callebaut)
. 2 1/2 xícaras de farinha de trigo
. 200 gr. de iogurte 


MODO DE PREPARO
Bata o açúcar com a manteiga, acrescente os ovos um a um, bata por alguns minutos até emulsionar bem. Acrescente o cacau e o fermento, bata bem. Acrescente a farinha e o iogurte, misture e leve ao forno para assar. Essa receita dá para um bolo de 20 cm. Uso 3 formas para assar cada camada individualmente, para isso já tenho até pesos estabelecidos, esse de 20 cm vc pesa 370 gr de massa por forma. 

 Ganche para cobrir o bolo
1 litro de creme de leite fresco
1kg de chocolate meio amargo 54% usei o Callebaut

Modo de preparo: Ferva o creme de leite e verta sobre o chocolate já picado. Misture até estar bem emulsionado. Gosto de passar o mix para ficar bem liso, além do que, quando você passa o mix, ele quebra as moléculas de água o que aumenta a durabilidade em até 9 meses (congelado) no caso de sobrar. Deixe cristalizar de um dia para o outro 24 horas para firmar. Se estiver muito quente na sua cidade, coloque na geladeira fechado.

Calda para molhar o bolo
1/2 xícara de café de açúcar
2 xicaras de café de água
Leve ao fogo até ferver, desligue e espere esfriar para usar.

Montagem: Monte no aro, recheei  com o ganche que cobri o bolo, uma das camadas fiz uma borda com o ganache e preenchi com geléia de framboesa ( adoro). Acrescentei também a uma das camadas de recheio algumas cerejas amarenas que são acidas e saborosas. Acho essa combinação de frutas vermelhas com chocolate o casamento perfeito. Vc deve montar no aro e deixar gelar ao menos 4 horas. Uso o saco de confeitar com o bico perlê 12, assim você vai ter um dedo de recheio. Na hora de aplicar o ganache por fora pode usar o mesmo bico e saco de confeitar. Não esqueça, para colocar no aro, vc tem que passar o filme no aro para soltar mais fácil depois. Passou o ganache por fora do bolo, alise com uma espátula, até ficar bonito, finalize com  frutas e bico de confeitar pitanga, par aos detalhes. Ficou com dúvida? Me manda um e-mail, beijos e até a próxima postagem.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Massas Italianas no Brasil e suas novidades.




Aconteceu em São Paulo a Settimana Della Cuccina Italiana em parceria com produtores italianos, para divulgação de seus produtos e novidades, e o fomos conferir.
Para intensificar o intercâmbio comercial entre produtores italianos de massas e potenciais compradores brasileiros, a Italian Trade Agency (ITA) promoveu no dia 24 (terça-feira) o business meeting “Pasta: Amore & Fantasia”, durante o qual seis das principais empresas do setor daquele país apresentaram seus produtos e novidades a dezenas de convidados, como donos de restaurantes, buyers e representantes de empresas de varejo.
 A diretora da ITA, Erica Di Giovancarlo, destacou a importância do mercado brasileiro para a Itália, uma vez que o País é um dos seus maiores compradores internacionais. Em 2016, as importações brasileiras de massas italianas atingiram US$ 22,5 milhões e, entre janeiro e setembro deste ano, já chegam a US$ 21 milhões, registrando um aumento de 27% em relação ao mesmo período do ano passado. Do total de massas importadas pelo Brasil neste período, 76,88% vieram da Itália.
 “Esta foi uma excelente oportunidade para os interessados conhecerem melhor as qualidades da famosa “pasta de grano duro” e, assim, abrir novas oportunidades de vendas no País”, disse a diretora da ITA. A Itália é o maior produtor e exportador de massas do mundo. O Brasil aparece no ranking de consumo do setor como o terceiro colocado, ficando atrás somente da própria Itália e dos Estados Unidos. Porém, os italianos adquirem todos os anos 26 kg de massa per capita, enquanto no Brasil esse número é de apenas 6 kg, o que demostra o potencial de crescimento.
 O presidente da Associação Italiana de Produtores de Massa, Paolo Barilla, lembrou do papel tradicional da massa no seu país de origem. “A pasta é uma verdadeira paixão no dia a dia da Itália, que foi levada pelos imigrantes para outros países como parte de sua cultura. Sempre esteve ligada a uma mensagem positiva, à evolução da gastronomia, ao gosto, à correta nutrição e à saúde”, disse.  Segundo Barilla, a massa não faz diferença entre classes sociais e todos se alimentam dela sem discriminação. “Quem ajuda a difundir esta mensagem são os grandes chefs, pessoas intuitivas que traduzem suas mensagens por meio da massa”.
Também compareceram ao evento o cônsul-geral da Itália em São Paulo, Michele Pala, o diretor da Associação Italiana de Produtores de Massa, Cristiano Laurenza, e o presidente da Abimapi – Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados, Claudio Zanão.
Os representantes das empresas Barilla, Pasta Agnesi, Divella, Pastificio Garofalo, Pasta Zara e Pastificio Di Martino fizeram uma apresentação de seus produtos e depois receberam individualmente os convidados para dar mais informações e fornecer materiais explicativos das respectivas marcas.
Para incrementar ainda mais as apresentações foi feita uma degustação de ingredientes das marcas, com pratos preparados por dois chefs vindos especialmente da Itália - Giacomo Campodenico, da Ligúria e Angelo D’Amico, de Campania.
 O evento “Pasta: Amore & Fantasia” fez parte da 6ª Settimana della Cucina Regionale Italiana, promovido pioneiramente no Brasil pela ITA - Italian Trade Agency e pelo Ministério de Relações Exteriores da Itália, com apoio da SPTuris, com o objetivo difundir a cultura italiana no Brasil por meio de sua Gastronomia.
 Empresas italianas participantes do Business Meeting do dia 24
Pasta Agnesi: Fundada em 1824, a Agnesi é uma das marcas de macarrão mais antigas da Itália. Com um processo de secagem lenta, a massa possui uma cor amarelada, é rica em proteínas e tem um excelente cozimento al dente. Entre os produtos, destaca-se a linha de Macarrão de Trigo Duro, nas versões Clássico, Especialidades e Trigo Integral, Macarrão com ovos frescos italianos e Molhos Pestos e Vermelhos.

Barilla: Criada em 1877 em Parma, na Itália, a Barilla opera em mais de 100 países, onde é reconhecida por sua caixa azul. É líder mundial no setor de macarrão e líder na Itália nos setores de molhos e em produtos de padaria.  Tem como objetivo ser a escolha preferida dos consumidores que possuem hábitos alimentares saudáveis inspirados pelo estilo de vida mediterrâneo e seu slogan é “Bom para você, Bom para o planeta”. Entre seus principais produtos estão o Integrale, o 5 Cereali, o Glúten Free, o Trigo Macio com Ovos e os molhos de Tomate e Pesto Genovese, sem conservantes ou aromatizantes.
Divella: A Divella produz massas de sêmola de trigo duro há mais de 125 anos. Sua história começou em 1890, quando o fundador Francesco Divella construiu o primeiro moinho de trigo em Rutigliano, uma pequena cidade agrícola no sul da Itália. Possui 150 diferentes formatos de macarrão, com grande variedade de cortes, e complementa seu portfolio com a linha de produtos de tomate Divella, conhecida como "Linea Rossa", composta por tomates inteiros pelados, massa de tomates, tomate em cubos, tomate cereja e tomate fatiado. Também atua com farinha de trigo macio e sêmola de trigo duro para pães e bolos, arroz, biscoitos, croissants, legumes enlatados, azeite extra-virgem, vinagre balsâmico, polenta e cous cous.
Pasta Zara: Com mais de um século de história, a Pasta Zara foi a primeira empresa italiana a exportar macarrão, graças ao empreendedorismo de seu fundador, Furio Bragagnolo, e de seus irmãos. As exportações hoje representam 88% da produção da Zara, que vende para 108 países. Seu macarrão é extrudado em bronze, criando uma superfície áspera e crespa, capaz de exaltar os condimentos e tem um colorido dourado graças à especial qualidade do grão e de uma cuidadosa seleção de sêmolas provenientes da busca das melhores variedades de trigo duro e dos melhores cultivos.
Pastificio Di Martino: O Pastificio di Martino foi fundado em 1912 em Gragnano. Mantendo a tradição e usando alta tecnologia para selecionar suas matérias-primas, o Pastifício Di Martino mantém em segredo suas receitas do macarrão Gragnano IGP, que usa as melhores sêmolas de trigo dura nacional e as águas puras de fontes locais, é extrudado em bronze e seco lentamente a baixa temperatura. O grupo Di Martino é proprietário de quatro marcas: o Pastificio Di Martino, o Pastificio dei Campi, o Pastificio Antonio Amato e Cook Italia. Em 2017 o grupo adquiriu a maior parte do Grandi Pasta Italiani, aumentando para sete suas unidades de produção.
 Pastificio Garofalo: O Pastifício Garofalo nasceu em 1789 em Gragnano, chamada de “Pátria do Macarrão” e, no início dos anos 1990, já se situava entre os maiores pastifícios italianos. Tem mais de 80 formatos de massas, mantendo sua inteligência artesanal ao mesmo tempo que utiliza tecnologia desenvolvida de forma a controlar todas as etapas de produção, desde a escolha da sêmola até as embalagens especiais para cada formato, como pacchero, espaguete ou vermicello. Assim, cada formato é um macarrão diferente e não o mesmo macarrão com uma forma diferente.

Sobre a ITA – Italian Trade Agency – www.ice-sanpaolo.com.br
A agência do Governo Italiano com a missão de promover o intercâmbio comercial e tecnológico entre a Itália e os demais países, sobretudo no que tange as empresas de pequeno e médio porte, trabalho que realiza ininterruptamente, há quase um século. Por meio de uma rede 77 escritórios espalhados pelo mundo, garante apoio abrangente às empresas italianas que desejem atuar no exterior, fornecendo-lhes informações econômicas, legais, fiscais e mercadológicas, bem como identificando parceiros e oportunidades de negócios e realizando um acurado plano de ações promocionais, que incluem os Pavilhões Oficiais Italianos em exposições internacionais, a organização de missões de empresários e jornalistas estrangeiros à Itália, bem como de italianos ao exterior, a gestão de cursos e palestras e o desenvolvimento de campanhas publicitárias em veículos econômicos e dirigidos.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Pão Pretzel !!!!!!! Diferente e Delicious!!!!!!!!!!

                                           
                                         O bichinho da panificação finalmente me mordeu, estou fazendo tantas pesquisas e testando tantas receitas, e essa foi uma das que deram certo. Pão de Pretzel, com o mesmo sabor do pretzel americano, só que mais macio. Minha idéia inicial é criar um pão para hambúrguer. Por isso ainda não terminei meus testes. A receita tirei daqui, um blog maravilhoso que acompanho e que tem muitas receitas de panificação. E o link para vc encontrar receitas do mundo todo está aqui  https://www.kochtopf.me/world-bread-day-2017 .

Ingredientes:

2 1/2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de água morna
2 colheres de sopa de manteiga em temperatura ambiente
1 colher de sopa de açúcar
1/2 colher de chá de sal
1 envelope de fermento biológico ou 10 gramas. Se usar o biológico um tablete de 15 gr.

10 copos de água
2/3 de xícara de bicarbonato de sódio
1 gema de ovo batida com um pouco de água ou azeite

Modo de preparo:
No bowl da batedeira misturei a água morna com o fermento até dissolver, juntei o açúcar, o sal, e a farinha. Bati com o batedor raquete até obter uma massa uniforme. Deixei descansar por 30 minutos.
Divida em pedaços proporcional ao tamanho do pão que pretende,  fiz um total de 12 bolas e deixei descansar no forno com a luz acessa por uma hora. Antes de terminar essa uma hora, coloque os 10 copos de agua para ferver junto com o bicarbonato. Vc deve pegar o pão delicadamente e colocar na água fervente por 30 segundos. Procurei deixar 15 segundos de cada lado. Enquanto isso o forno deve já estar pré aquecido a 220 graus. Quando terminar de escaldar os pães, faça um corte em formato de cruz no topo, pode usar uma faca ou simplesmente uma tesoura. Passe o ovo e leve ao forno por +- 20 minutos. Além do ovo em alguns pães coloquei queijo parmesão ralado.
A experiência de fazer esse pão tão diferente foi muito bacana, o mais legal foi que a filhota adorou, e confesso que ela por ainda ser novinha, não gosta de tudo. A idéia desse post é participar do #worldbreaddaybrasil . Uma ação que acontece hoje no mundo todo. São vários blogs envolvidos e participando, procure no instagram e nas redes sociais alguma receita que te encante. Mas com certeza você precisa testar essa. Beijos e até a próxima postagem.

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Pão de nozes e passas sem sova

                               


                                              Acredito da beleza da panificação, e pensando nisso tenho feito uma busca de receitas fáceis, gostosas e que não dê trabalho. Você já ouviu falar do pão sem sova? É uma técnica que foi desenvolvida nos EUA, eles sempre gostam de revolucionar e de praticidade. Você pode ter a mesma qualidade de um pão sovado, mas sem trabalho. Vi muitos vídeos em inglês, mas minha melhor referência foi um blog que sigo, Jantinha de Hoje . Além de ser um dos meus blogs preferidos é uma das pessoas mais fofas da blogesfera. Foi de lá que tirei a base para fazer esse pão para vcs. Então vamos a receita.

Ingredientes:
200 gr de farinha de trigo
133 gr. de farinha de trigo integral
67 gr de farinha de centeio
1/4 de colher de chá de fermento biológico ou 1 gr.
1 colher de chá de sal ou 5 gr.
350 ml de água
100gr de nozes picadas
100 gr. de passas

Modo de Preparo: Misture os ingredientes secos, acrescente a água e misture por 30 segundos com uma colher de pau. O ideal é não misturar mais que isso. Tampe a vasilha onde está a massa com plástico filme e deixe em algum lugar fechado temperatura ambiente por 12h à 18 horas de fermentação(deixei no forno). No final desse período, a massa deve estar cheia de bolhas de ar, o que significa que ela fermentou, bom sinal. Despeje em um superfície enfarinhada, polvilhe mais farinha sobre ela e estique delicadamente,  como se fosse um quadrado, com as mãos. Por cima da massa adicione as nozes e passar.  Dobre a massa em forma de envelope e cubra a massa ali mesmo com um plástico filme ou uma toalha e deixe levedar por 15 minutos. Nesse passo aqui tenho algumas dicas, para vc assar o seu pão vai precisar de uma panela de ferro de mais ou menos 20 cm. E vc deve usar papel Dover , o manteiga gruda no pão e não solta direito. O que eu faço, procuro uma panela qualquer(ela vai servir só para armazenar seu Pão), para colocar meu pão, já sobre o papel, tampo e deixo descansar por 1h 30 minutos à 2 horas.
Aqueço o forno à 240 graus, com a panela de ferro fechada dentro dele por 30 minutos. Quando for colocar o pão que já está na outra panela fermentando faço um corte sobre ele. E sem muito trabalho levo ele com o papel Dove para panela de ferro. Feche a panela de ferro com a tampa e asse por 30 minutos. Abra a tampa e deixe dourar por 15min. à 20 min..


Dicas Delicious
1- vc pode assar sobre uma pedra
2- pode assar em uma panela de alumínio fundido.
3- Se vc quiser fazer ele branco é só trocar as farinhas todas, por 400 gr. de farinha branca e seguir exatamente os mesmos passos.
                               Ele vai ficar mais alto que o feito com farinha integral, por ser mais leve, igual a foto ao lado.  Mas posso afirmar que ambos ficam Delicious!!!!  Espero que tenha gostado, beijos e até a próxima postagem.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Receita do Bombom Ferrero Rocher



                                            Quem nunca quis descobrir a receita desse bombom famoso, o ferrero rocher? Depois de muita investigação... cheguei ao nosso Ferrero Rocher!!!!! Receita de coração, especial, anota, dá print, mas não perde. Pq é única, e vou passar todos os passos. Para vender, fazer para família, e criar muitas delícias. Penso que além do bombom, vc pode colocar em um ganache e  vai virar um recheio Ferrero Rocher. Fica Delicious. Em uma mousse, e muitas outras sobremesas deliciosas. 

Pasta de avelã 

200 gr. de avelãs
200 gr. de açúcar impalpável ( glaçucar)
50 ml de óleo de avelã. (vc encontra na Vom Fass), se onde vc mora for muito difícil ter acessão, use um óleo de canola ou amendoim.

Bata tudo junto no processador e reserve.

Pasta de Amêndoas 

240 gr. de amêndoas 
160 gr. de açúcar 
15 gr. de água.

Levar a água e o açúcar na panela ao fogo. Quando chegar em 120 graus colocar as amêndoas, se cristalizar continue misturando até voltar o brilho. O meu não cristalizou, eu abaixei o fogo, já estava caramelo e continue misturando por uns 3 minutos.  Coloque em um mármore untado, ou em um silpat . Espere esfriar, quebre em pedaços com a mão, coloque no processador e processe bem. Reserve.

Ferrero Rocher 

200 gr. de pasta de avelã
200 gr. de pasta de amêndoas 
140 gr. de chocolate meio amargo
60 gr. de chocolate ao leite
60 gr. de feulletines ( um delicado biscoito bem fino e crocante da Callebaut
para cobrir 400 gr de chocolate ao leite ou meio amargo.

Modo de preparo: Derreta os chocolate, misture. Misture aos chocolates as pastas de avelã, de amêndoa e os feulletines. Misture bem e coloque em uma forma de silicone, para deixar firmar. Desenforme e banhe no chocolate. Outra maneira é vc fazer que nem bombons em formas de chocolate, faça a casquinha de chocolate, preencha com o ferreiro rocher e feche os bombos. Vc pode ainda deixar firmar, fazer bolinhas de 18 gr. leve a geladeira novamente. Derreta o chocolate para cobrir, pique avelãs acrescente a esse chocolate já temperado e banhe as bolinhas de recheio.  Acredite é muito fácil. A parte mais trabalhosa é de fazer a pasta de amêndoas. O resto vc vai rir de tão fácil. Espero que tenha gostado dessa postagem. Beijos e até a próxima postagem.

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Paella rápida, façil e Delicious!!!!!

                                   
                                             Tem algo mais gostosa que reunir os amigos para cozinhar e saborear o resultado pronto??? Acho que não... A gastronomia definitivamente tem ainda um grande papel na sociedade que é reunir as pessoas pessoalmente e não virtualmente. Melhor ainda se a comida for acessível, fácil e claro... Delicious!!!. Continuo postando a série de receitas com a Dellmare , e a surpresa positiva foi o Kit de Paella, com um detalhe importante hoje em dia do preço na faixa de R$ 39,00 (depende aonde vc vai comprar) e vc vai preparar tranquilamente um almoço para 5 pessoas. O Kit (pacote) já vem com todos os ingredientes (mix de frutos do mar) limpos e prontos para a sua Paella, inclusive o açafrão. Quem já fez uma Paella, sabe que o custo final dos produtos (frutos do mar) acabam encarecendo o prato. Perfeito para vc arrasar sem gastar muito. Ficou saborosa e apresentação é linda.

Ingredientes:
1 kit de Paella da Dellmare de 800 gr
1 cebola grandeza 2 pequenas
4 dentes de alho
3 tomates ...
150 gr de vagem (opcional)
100 gr de ervilha
2 xícaras de arroz
1 colher de chá de páprica
4 xícaras de água ou caldo de peixe
100 ml de azeite
1 pimentão vermelho
1 pimentão amarelo


Modo de preparo: doure o alho e a cebola picados no azeite. Acrescente a vagem, os tomates e os frutos do mar. Agregue o tempero que vem junto, ou dois Paelleiros. Misture bem, coloque o arroz. Acrescente a água e acerte o sal. Deixe o arroz secar, acrescente o pimentão sem a pele cortado em tiras. Muito rápido e prático, fez o maior sucesso no meu almoço. Prepare e depois me conta o que achou. Beijos e até a próxima postagem.